Home Artigos e Textos Nossa Clinica Parcerias Dra. Regina Stela Contato







1/9/2011
Implante dental overdenture


7/7/2011
Estética dental no mundo moderno


7/7/2011
Como manter seu clareamento dental?


Respiração Bucal X Ortodontia

 
     Os problemas respiratórios na infância são muito freqüentes e estão, diretamente, relacionados com problemas ortodônticos e maloclusões dentárias.
     A respiração e a mastigação são dois dos principais fatores que contribuem para o correto desenvolvimento da face e posicionamento dos dentes.
     Quando a criança respira pela boca, normalmente, ocorrem alterações faciais, tais como:
     •  Manter a boca aberta a maior parte do tempo,
     •  Língua rebaixada, junto ao assoalho da boca, de forma incorreta para o posicionamento habitual.
     •  A criança, para facilitar a respiração bucal, projeta a cabeça para frente e estica o pescoço, modificando a postura da coluna cervical.

     Com a respiração bucal, o ar que deveria entrar pelo nariz passa a entrar pela boca, trazendo alterações para os ossos maxilares e arcada dentária (posicionamento incorreto dos dentes).
     As alterações que podem ocorrer na boca são:
     •  Céu da boca estreito
     •  Mordida cruzada (os dentes de cima não encaixam nos de baixo),
     •  Mordida aberta (quando os dentes não se tocam, ficando espaço entre eles),
     •  Apinhamentos (falta de espaço entre os dentes),
     •  Crescimento mandibular (falta de osso que suporta os dentes inferiores).

     As causas para tais problemas respiratórios e orais são:
     •  Rinites,
     •  Sinusites,
     •  Alergias,
     •  Desvio de septo nasal, 
     •  Adenóides e amídalas aumentadas.

    O respirador bucal pode ter baixo rendimento escolar, ser inquieto, sonolento, apresentar cansaço, ronco noturno, excesso de saliva (baba a noite) e apnéia noturna.
     Suas características faciais são:
     •  Nariz estreito,
     •  Narinas afiladas,
     •  Lábio superior curto,
     •  Boca entreaberta,
     •  Olheiras acentuadas.

     O tratamento deve ser realizado pelo otorrinolaringologista, que irá tratar os problemas respiratórios, pelo ortodontista e ortopedista, que irá cuidar dos danos causados à boca, ambos associados ao tratamento fonoaudiológico, que irá cuidar da parte muscular e da fala da criança, devolvendo assim, toda a forma facial e muscular para dirigir o crescimento facial, melhorando seu aspecto e saúde.
     Como toda alteração que envolve o crescimento e desenvolvimento dos ossos da face, o tratamento de qualquer problema dentário deve ser iniciado o mais rápido possível, mesmo se a criança tem dentes de leite, para que as alterações não se perpetuem durante o crescimento da criança, evitando-se dessa forma, problemas quando adulto.

Referência: Informativo AMBEV com parceria Dentalserv
Rua Juquis 273, 11 andar cj.112 - Moema - São Paulo - SP
Tel/Fax: (11) 5044-1432